Bolo Sem Ovo

💙
18 agosto 2017
Bolo de Chocolate sem ovo

Será que fica bom?



Essa semana quem é de São Paulo passou os dias no frio e com chuva e como durante o dia fico sozinha com a Mari não tinha como sair para comprar pão ou qualquer outra coisa para café da tarde, e passei a semana a base de torrada multi grão e bolacha club social, ai me deu uma vontade de comer um bolo e tcharaaan não tinha ovo, ai o que fazemos nessa hora ? Recorremos para o Tio Google, e eis que achei algumas receitas. Bom quem nunca fez com certeza deve ter feito a mesma cara que fiz "Será que fica bom?" ... e só saberia se fizesse e fui lá e fiz, resultado, ficou muito bom, gostinho de bolo caseiro perfeito para acompanhar o café, chá, cappuccino a tarde !!! E quando algo é bom precisamos compartilhar, a receita peguei no site TudoGostoso, na original ele ensina uma calda mas fiz sem. 
Bolo Sem Ovo
Segue a receita

Ingredientes:
  • 2 copos de farinha de trigo
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • 1/2 colher de café de sal
  • 3 colheres de sopa de achocolatado em pó
  • 1 copo americano de açúcar
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 1 copo de leite
Modo de Preparo:
  • Bata o açúcar com a manteiga
  • Depois, acrescente os ingredientes secos peneirados, alternando com o leite
  • Despeje a massa em forma untada
  • Leve ao forno médio, pré - aquecido, para assar por uns 30 minutos
  • Desenforme, depois de frio
Agora só saborear .... Se fizerem depois me contem se ficou bom e se gostaram.

Para conferir a receita original é só clicar AQUI !

Dia da Amamentação: mitos e verdades sobre o aleitamento materno

💙
01 agosto 2017
Dia Mundial da Amamentação

Enfermeiras da Criogênesis esclarecem as principais dúvidas sobre amamentação


Hoje 1º de Agosto celebra-se o “Dia Mundial da Amamentação”, data que tem como objetivo promover o exercício do aleitamento materno e estimular a criação de bancos de leite em todo o país, os quais contribuem no combate da desnutrição infantil.
Além do leite materno ser o alimento mais completo para o desenvolvimento do bebê, a amamentação contribui para criar um laço entre mãe e filho. “O aleitamento está relacionado ao desenvolvimento emocional do bebê, pois promove uma forte ligação com a mãe, transmitindo-lhe segurança e carinho, de modo a facilitar, mais tarde, o seu relacionamento interpessoal e, ainda, contribui para o desenvolvimento psicomotor do bebê”, destacam Luciana Santos e Natalia Modica, enfermeiras da Criogênesis.

Em meio a tantas informações, é comum que as mamães tenham diversas dúvidas. Para auxiliá-las, as enfermeiras respondem algumas das questões mais recorrentes sobre o tema.

1.       Algumas mulheres têm leite fraco - MITO. 
No início da amamentação o primeiro leite, chamado de colostro, é aquoso, o que pode dar a impressão de que o leite é fraco. Entretanto isso não é verdade, uma vez que a substância é rica em anticorpos essenciais para garantir a saúde da criança.

2.       Amamentação ajuda a prevenir o câncer de mama - VERDADE. 
Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a amamentação completa diminui de 3 a 4% o risco da mulher desenvolver o câncer de mama. Mulheres que amamentam por mais de seis meses têm menos chances de desenvolver a doença devido a substituição de tecido glandular por gordura nas mamas.

3.       Passar produtos nos seios previne rachaduras - MITO. 
Não use sabonetes, álcool, pomadas ou perfume. A limpeza deve ser feita apenas com água. A pomada a base de lanolina, deve ser utilizada sempre na aréola e mamilo, pois é utilizada para tratamento das feridas. Em volta da mama pode utilizar o creme de estrias normal já utilizado na barriga.

4.       Existe uma posição ideal para amamentar - VERDADE. 
O fundamental é que ambos estejam confortáveis e relaxados, mas é importante observar o alinhamento entre o corpo e a cabeça da criança, abdômen do bebê encostado ao abdômen materno e queixo tocando a mama. A criança deve estar apoiada pelo braço da mãe, que envolve a cabeça, o pescoço e a parte superior do seu tronco. A boca precisa estar bem aberta com o lábio inferior para fora recobrindo quase toda a aréola (como uma “boca de peixe”) enquanto a porção superior da aréola pode ser visualizada.

5.       Apenas a pega incorreta pode desencadear fissura nos mamilos - MITO. 
Outros fatores como clima, resíduos de detergente nas roupas, loções aplicadas na região da mama, sabonetes, talco, produtos para cabelo, desodorante ou perfume, podem influenciar no ressecamento dos seios. O uso incorreto de bombinhas para extrair o leite também pode causar o aparecimento de rachaduras, pois certos equipamentos, quando utilizados de forma mais brusca, podem ferir o tecido mamário e romper os capilares. Por isso, recomenda-se colocar o dedo mínimo no canto da boca do bebê para ele soltar o vácuo que está fazendo na mama, antes de retirá-lo.

6.   Quem tem prótese de silicone não pode amamentar - MITO. 
O silicone não interfere na qualidade do leite materno, pois as próteses ficam localizadas abaixo das glândulas mamárias. Vale ressaltar que existem várias maneiras pelas quais as próteses podem ser colocadas e a maioria delas não oferece nenhum risco. A exceção fica por conta dos procedimentos conhecidos por periareolar e transareolar, em que o enchimento é inserido pelas aréolas dos seios.

7.       Amamentar deixa os seios flácidos - MITO. 
É importante ressaltar que a flacidez dos seios ocorre em função da gravidez e não da amamentação, portanto, o fato de não amamentar para evitar o problema não tem fundamento.

8.       Durante o aleitamento o consumo de chocolate deve ser controlado - VERDADE. 
A mãe pode comer chocolate, mas sem exageros. Quantidades superiores a 400 gramas de chocolate por dia causa irritabilidade ou aumento da peristalse do intestino do bebê – causando cólica e dor de barriga.

9.       O bebê deve mamar a cada duas ou três horas - MITO. 
A criança em aleitamento materno exclusivo deve mamar em livre demanda, ou seja, na hora que quiser. Porém, após 3 horas de jejum, aumenta o risco de hipoglicemia, devendo-se oferecer a mama ao recém-nascido para minimizar o risco.

10.       A amamentação deve ser exclusiva até os seis meses - VERDADE. 
As recomendações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde, da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Academia Americana de Pediatria é de que a amamentação seja exclusiva até os 6 meses de vida para garantir a saúde dos bebês e imunizá-los contra doenças respiratórias, diarreias, doenças crônicas, problemas cardiovasculares, diabetes, hipertensão e osteoporose. Após esse período, inicia-se a inclusão de alimentos na dieta da criança, conforme orientação do pediatra, que ocorre até os dois anos de idade. Recomenda-se que não fique mais de 4h de jejum.

Sobre a Criogênesis

A Criogênesis, que nasceu em São Paulo e possui mais de 14 anos de experiência com células-tronco, é acreditada pela AABB (Associação Norte Americana de Bancos de Sangue) e certificada pela IQNet NBR ISO 9001:2015. A clínica é referência em serviços de coleta e criopreservação de células-tronco, medicina reprodutiva, gel de plaquetas e aférese, incluindo a diferenciada técnica de fotoférese extracorpórea. Sua missão é estimular o desenvolvimento da biotecnologia através de pesquisas, assegurando uma reserva celular para tratamento genético futuro. www.criogenesis.com.br.   

Informações : Criogênesis

Assimetrias cranianas em bebês

💙
18 julho 2017

Prevenir as assimetrias cranianas como a plagiocefalia, a braquicefalia e a escafocefalia posicionais requer, antes de mais nada, sabermos como essas assimetrias se desenvolvem.

O apoio excessivo, por muitas horas ao dia, no mesmo lugar da cabeça do bebê, aliado ao aceleradíssimo crescimento craniano observado nos primeiros meses de vida que leva ao achatamento da área apoiada. 
Para evitar o achatamento, portanto, precisamos fazer com que o apoio na cabeça do bebê mude constantemente. 


Listamos abaixo as principais manobras que ajudam a prevenir o desenvolvimento dessas assimetrias cranianas:
  • ao colocar o bebê para dormir de barriga para cima, posicione a cabeça levemente virada para um lado, depois para o outro.
  • se você notar uma evidente preferência do bebê em querer virar a cabeça sempre para o mesmo lado, converse com seu pediatra sobre a possibilidade de ele ter um torcicolo congênito.
  • evite o uso exagerado do bebê-conforto, carrinhos, bercinhos diversos, etc, nos quais o bebê fica por horas apoiado na região de trás da cabeça com reduzida movimentação.
  • acostume-se a usar o canguruzinho, sling ou mesmo o colo, procurando, assim que possível, tirar o apoio da região posterior do crânio.
  • Tummy Time: colocar o bebê de bruços por alguns períodos durante o dia, sempre sob supervisão de um adulto e com o bebê acordado. Isso o ajuda a alternar o apoio e também a desenvolver a musculatura da nuca e do ombro. 


Divulgue para amigos. Quanto mais as pessoas souberem como prevenir as assimetrias cranianas, menos bebês precisarão do capacetinho para corrigi-las."

5 dicas para evitar a pele ressecada no inverno

💙
13 julho 2017
Cuidado com a pele no inverno

Há quem goste do clima frio, mas uma coisa é certa: ele não faz nada bem à pele.


Dia 21/06 entramos no inverno, há muitas pessoas que adoram esse clima frio (eu definitivamente não me incluo nessa), mas sabemos que esse clima não faz tão bem assim para a nossa pele, pois a falta de umidade no ar, o vento gelado e os banhos mais quentes e demorados, entre outros fatores que acompanham as temperaturas baixas, contribuem para a perda da oleosidade natural da nossa pele, principalmente a do rosto, que fica mais exposta a tais agressões.
Com toda essa exposição, ocorrem rachaduras, escamações e vermelhidão na face e em outras áreas do corpo, seguidas de ardor, e, às vezes, até de coceira. O resultado é um aspecto envelhecido da pele e, na maioria dos casos, um incômodo persistente. Diante desses danos, precisamos adotar alguns hábitos para driblar o efeito do inverno sobre a pele.

Confira as dicas de cuidados e produtos ideais do dermatologista e consultor da Netfarma, Dra. Maria Paula Del Nero, para manter a pele permanentemente hidratada, principalmente nas estações frias do ano.

  1. Não abra mão do protetor solar: Muitas pessoas acham que esse item é dispensável na ausência de sol ou calor, mas, na realidade, o que ocorre é exatamente o contrário. “O uso do protetor solar é imprescindível em qualquer época do ano, pois além de filtrar o efeito da radiação ultravioleta (UV), ele oferece uma camada a mais de hidratação à pele. E para o rosto, tanto no frio quanto no calor, deve-se utilizar um fator de proteção maior do que 15”, salienta Dra. Maria Paula.

  2. Evite banhos muito quentes e prolongados: Os minutos a mais no chuveiro, principalmente em água com temperatura superior à do corpo, ou seja, acima de 36,5ºC, podem retirar a camada de gordura da pele, que também tem efeito protetor e mantenedor da oleosidade natural. “Esse ressecamento provocado pelos banhos quentes é ainda mais agudo quando combinado ao uso excessivo de sabonetes”, comenta a consultora da Netfarma.
  3. Use o sabonete corretamente: Tanto a aplicação demasiada quanto a escolha inadequada do tipo de sabonete a ser usado no inverno podem irritar e ressecar a pele. “Para pessoas com a pele naturalmente seca, são indicadas as formulações neutras, glicerinadas, hidratantes, compostas por óleos vegetais ou as versões líquidas, que tendem a ser menos ácidas e, portanto, menos agressivas”, afirma a dermatologista.
  4. Hidrate bem a pele após o banho: Em geral, os hidratantes e loções devem ser aplicados logo após o banho, quando os poros estão abertos e, portanto, os produtos podem agir com mais eficiência. “Para que o hidratante penetre profundamente na pele, por meio da movimentação das estruturas mais superficiais da pele, deve-se aplicá-lo, no máximo, até três minutos depois de sair do chuveiro”, recomenda.
  5. Fuja dos tecidos alérgicos: Algumas roupas e até cobertores podem colaborar para o ressecamento e irritação da pele. O destaque vai para as peças produzidas com tecidos sintéticos, pois esses não oferecem boa transpiração e deixam o suor na pele, o que também pode eliminar a barreira de proteção da derme. Logo, ocorre a vermelhidão, sensibilidade e o ressecamento. “Os tecidos que melhor absorvem o suor são os naturais e o Dry Fit”, conclui.
E ai quais hábitos vocês adotam, principalmente nessa época mais fria para que a pele não fique ressecada?

Erros e Acertos Na Alimentação Infantil

💙
11 julho 2017

Que mãe ou pai nunca desejou ver os filhos sempre comendo verduras, legumes e frutas?


Um dos fatores que mais nos preocupam é uma alimentação saudável. Afinal, estima-se que 7,3% das crianças menores de cinco anos estão acima do peso, segundo relatório Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) divulgado no início deste ano. 
E é justamente na infância aonde eles aprendem a “comer bem” ou  “comer mal”. E tudo depende da educação e do exemplo que nós pais e responsáveis damos. 
Do que adianta pedir para a criança comer banana, maçã, ou outra fruta se nós mesmo não consumimos, e sabemos que o exemplo é a melhor maneira de ensinar. 
Um dos erros mais comuns que geralmente cometemos é esse, por exemplo pedir ao filho para comer verdura ou legumes, mas estar com o próprio prato sem verduras ou legumes, um outro erro é a imposição. obrigar a criança a comer determinado alimento, principalmente quando ela não está com fome, só atrapalha, a chance de associar a alimentação a algo negativo é grande. Recompensar com doces ou guloseimas só para fazer a criança comer o que é saudável tampouco é solução. 
Não saber impor limites também pode atrapalhar a relação da criança com a comida. É preciso explicar ao filho a hora certa de comer e a hora de parar de comer também. Prato cheio não é sinônimo de saúde. A quantidade de comida deve ser adequada à faixa etária e  necessidade de cada criança. 

O que fazer? 
A melhor maneira de fazer com que a criança se interesse pela comida saudável é fazer com que ela participe do processo de compra e preparo dos alimentos. Sempre que for possível, leve seu filho a feira, ou ao supermercado, peça ajuda para lavar um tomate, pegar uma abobrinha na geladeira, inclua ele no preparo, isso fará com que a criança queira descobrir o gosto daquilo que ela ajudou a preparar. 
Para os legumes ou verduras que não agrada muito o paladar da criança, a dica é ralar ou cortar bem miúdo e misturar com outros alimentos, como carne e arroz. Assim, aquilo que a criança não gosta ficará “mascarado”, facilitando que ela coma tudo o que é saudável. 
Variedade à mesa também é importante para moldar as escolhas alimentares da criança. Quanto mais alimentos diferentes ela experimentar, maior será seu repertório de opções saudáveis, e melhor será a sua dieta, rica nos nutrientes de que seu corpo precisa. 
Não faça o mesmo tipo de receita de carne e os mesmos acompanhamentos todos os dias. Eliminar a monotonia é também um meio eficaz de chamar a atenção do paladar da criança. Se um dia fizer frango com cenoura, no outro, faça bife grelhado de carne vermelha com uma salada ou uma torta de legumes. O importante é colocar criatividade e amor no prato.

Aqui em casa desde que começamos a introdução alimentar dou de tudo para o Gui comer, e preparo de várias formas para assim escolhemos a melhor maneira de ser preparado e mais fácil de ser aceito, por exemplo tem alguns legumes que ele só gosta de comer na sopa, então faço normalmente a cada 15 dias sopa e coloco tudo que é legumes, outros ele gosta refogado com farinha de milho então faço pelo menos 2x na semana, salada praticamente todo os dias ele consome, então vario, um dia coloco pepino e tomate, outro ele só quer tomate, as vezes só pepino, outras salada com alface, repolho, tomate, milho, as vezes só atum. Frutas ele tem por preferencia banana, manga, melão, uva então vou alternando durante os dias. E ele sempre me acompanha nas idas ao mercado e feira, assim tem a oportunidade de olhar e pedir para experimentar. 

E ai com vocês como é a alimentação das crianças ? 

Passeio para as férias!!!

💙
06 julho 2017

Uma coisa que não combina com férias, é criança em casa sem atividade para fazer, por isso trago algumas dicas para aproveitarem. 
E não deixem de nos acompanhar no Facebook e no Instagram, que sempre temos dicas de passeios, seja agora nas férias ou durante o ano !!!

Shopping  Cidade Jardim
Um espaço de diversão para toda a família

O LEGO Festival contará com nove atrações especialmente pensadas para o público amante da marca, onde poderão se divertir durante 50 minutos nas estações que englobam as principais linhas e games da LEGO.

As credenciais deverão ser retiradas no balcão de checkin do evento 1 hora antes do início da sua turma, localizado no 3º piso, em frente ao Cinemark.
Haverá a tolerância de 15 minutos de atraso.
Os participantes menores de idade deverão estar acompanhados por um responsavel maior de 18 anos
O tempo de permanência no evento será de até 50 minutos.
As vagas são limitadas.

Para conferir a programação e fazer a inscrição acesse: http://www.legofestival.com.br/index.html

Serviço:
Local: Casa Bossa – 3º Piso – Shopping Cidade Jardim
Período: 28 de junho a 16 de julho de 2017.
Entrada: gratuita, mediante cadastro e inscrição online.


Shopping Patio Higienopolis
Cine de Férias: Atividade de Julho do Shopping Pátio Higienópolis
O cinema e suas diferentes modalidades, como animação, é o tema da recreação de 
férias deste ano 

O mundo mágico do cinema estará retratado em diferentes cenários criados no Vão Central do Shopping Pátio Higienópolis, a partir de 30 de junho.  Os protagonistas serão as crianças até 12 anos, que poderão se divertir e aprender com as diferentes atividades: Oficina de História em Quadrinhos, Customização de Acessórios, Festa de Premiação, Paper Toy de Cineasta e Camarim, além da piscina de bolinhas multicoloridas.

Em todas as atividades, as crianças serão incentivadas a viajar pelo mundo do cinema, com sua criatividade: com colagens, farão sua própria história em quadrinhos; criarão os acessórios para brilharem no tapete vermelho da grande festa de premiação; entenderão porque o cineasta e sua equipe gritam “Ação”, no cenário Paper Toy; e, no Camarim, poderão experimentar e brincar com fantasias. E sempre com muita selfie.

A participação das crianças no Cine Férias do Shopping Pátio Higienópolis é por ordem de chegada e estima-se permanência máxima de 30 minutos no evento, por criança.

Serviço:
Cine de Férias
Data: De 30 de Junho a 27 de Julho, das 12h às 20h
Local:  Vão Central, Piso Veiga Filho, Shopping Pátio Higienópolis
Idade: até 12 anos (crianças menores de 3 anos, somente acompanhadas por pais ou responsáveis) 

Patati e Patata
PATATI PATATÁ VOLTA A SÃO PAULO COM A TURNÊ SORRIR E BRINCAR

A  dupla  de  palhaços  mais  amada  do  Brasil  volta  a  São  Paulo  com  a turnê Sorrir &  Brincar.  Promovido  pela Rinaldi Produções, a temporada de shows será realizada no Espaço das Américas no dia 16 de Julho.  Durante 70 minutos, Patati Patatá leva ao palco canções já conhecidas de seu repertório como Dança do Macaco, Lôro e Ronco do Vovô; grandes clássicos do universo infantil, como Tindolelê, Piuí Abacaxi e Ursinho Pimpão; além de composições de outros autores. 

Serviço: 
Patati Patatá – Sorrir e Brincar
Data: 16 de julho
Local: Espaço das Américas
Horário: 14h30
Vendas: www.ticket360.com.br

Shopping Anália Franco
Pula-Pula gigante é atração de férias do Shopping Anália Franco
Atividade gratuita traz para as crianças uma grande atração inflável com 
o tema Floresta Encantada

As férias de julho no Shopping Anália Franco prometem muita diversão e uma experiência encantadora para toda família. A partir do dia 04 de julho, as crianças que estiverem pelo empreendimento terão a oportunidade de brincar em um pula-pula inflável gigante, que os levará para o universo mágico e fascinante de uma Floresta Encantada.
A atração inédita, que terá uma área total de 150 m², tem projeto desenvolvido especialmente para o shopping e promete cativar pais e filhos, garantindo muita animação nessas férias de inverno.
O brinquedão contará com João Bobo, Túnel, Escorregador e Bolinhas coloridas, tudo dentro do tema para deixar a brincadeira ainda mais lúdica.
 A atração feita para crianças e também adultos é gratuita. O pula-pula inflável gigante ficará no Shopping Anália Franco até 30 de julho, de segunda a sábado e feriado das 10h às 21h; aos domingos, das 11h às 21h, na Praça de Eventos.

Serviço:
Floresta Encantada Pula-Pula inflável gigante
Gratuito 
Indicado para crianças e suas famílias
Obrigatório acompanhamento de um responsável para entrada de crianças de até 4 anos.
O acompanhamento de um responsável é opcional para crianças de 4 a 12 anos. 
Maiores de 12 anos só poderão entrar se acompanharem uma criança.
Período: 04 a 30 de julho
Horário: De segunda a sábado e feriado das 10h às 21h; aos domingos, das 11h às 21h
Duração: 20 minutos 
Local: Praça de Eventos, Piso Orquídea
Endereço: Av. Regente Feijó, 1.739 – Tatuapé – São Paulo

Atrofia Muscular Espinhal

💙
04 julho 2017

Doença genética que atinge 1 em cada 10.000 recém nascidos é a segunda doença autossômica recessiva fatal na infância

A Atrofia Muscular Espinhal (AME) é uma doença neurodegenerativa, com herança autossômica recessiva, isto é: é necessário que ambos os progenitores, pai e mãe, possuam o gene para a doença e que o embrião herde esse mesmo gene de cada um. Caracterizada por causar fraqueza e atrofia muscular progressiva, a AME prejudica os movimentos voluntários mais simples como segurar a cabeça, sentar e andar. 

Dividida em quatro tipos, Tipo I, Doença de Werdnig-Hoffmann; Tipo II, Intermediária; Tipo III, Doença de Kugelberg-Welander e Tipo IV, Adulta; a doença vem ganhando visibilidade no Brasil por conta do crescente número de famílias que buscam ajuda por meio das redes sociais e mobilizam a população. Dentre esses casos os que têm se tornado mais conhecidos são da AME Tipo I, a versão mais grave, que se manifesta entre o nascimento e os seis meses de vida.

Segundo a neuropediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Adriana Espindola, os sintomas da AME Tipo I têm início bastante precoce e, se não houver os cuidados necessários, a expectativa de vida pode ser curta. “As crianças portadoras de atrofia muscular espinhal tipo I apresentam os primeiros sintomas muito cedo, como fraqueza muscular generalizada, choro e tosse fracos e dificuldade de deglutir e respirar”.

De acordo a Associação Brasileira de Amiotrofia Espinhal (Abrame), no Brasil surgem cerca de 300 novos casos por ano da AME Tipo I. No país, o tratamento clínico é focado em evitar e tratar as infecções respiratórias, os distúrbios gastrointestinais e nutricionais, e as alterações ortopédicas (osteopenia, contratura muscular, desvios da coluna e fraturas).  “Pela piora progressiva na sucção e deglutição há necessidade de realizar cirurgia para colocação de sonda de gastrostomia. Além disso, os pacientes também são submetidos ao procedimento de traqueostomia e necessitam de ventilação mecânica por conta da dificuldade respiratória progressiva devido ao comprometimento muscular”, explica a neuropediatra.

Hospital São CamiloNa Rede de Hospitais São Camilo, as famílias encontram toda a estrutura necessária para os cuidados dos pacientes portadores de AME, além de acompanhamento para os familiares. Segundo a psicóloga da Instituição, Rita Calegari, o tratamento psicológico é indispensável tanto para o paciente quanto para os seus acompanhantes. “Nas doenças com sequelas importantes para a rotina de vida, o apoio da equipe de psicologia é indispensável para apoiar todos os envolvidos de forma que eles consigam ressignificar essa experiência e buscar recursos internos e externos que facilitem essa adaptação. Sem expressar seus sentimentos adequadamente fica mais difícil para todos. A ajuda dos psicólogos tem o objetivo de fazê-los a encontrar as forças internas e da rede de apoio – que podem transformar essa experiência positivamente.”

Todo o tratamento na Rede de Hospitais São Camilo é feito em conjunto por diversos especialistas, como pediatras, ortopedistas, psicólogos, fisioterapeutas, pneumologistas, nutricionistas, que por meio de uma proposta de tratamento integrada e coordenada pelo neuropediatra, trabalham para garantir um melhor resultado.

Vamos conhecer um pouco mais sobre cada tipo 
  • Tipo 0 (muito grave) - A doença se manifesta no período neonatal, com alguns sintomas pré-natal. A criança nunca senta ou deambula. Prognóstico muito grave, sem sobrevida após o primeiro mês de vida.
  • Tipo 1 (grave) - A doença se manifesta entre o nascimento e os seis meses de vida. A criança nunca senta ou deambula. Se não tratada a expectativa de vida é inferior aos 2 anos de idade.
  • Tipo 2 (intermediária) - A doença se manifesta entre os 7 meses e 18 meses de vida. A criança consegue sentar, algumas ficam em pé, mas não há deambulação. Sobrevida até idade adulta.
  • Tipo 3 (branda) - Os sintomas aparecem após os 18 meses de vida. A criança consegue ficar em pé e deambular.
  • Tipo 4 (branda) - A fraqueza muscular se inicia na segunda ou terceira década de vida.

Sobre Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

Hospital São Camilo
A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo é composta por três modernos hospitais que fazem parte da história da capital paulistana: Pompeia, Santana e Ipiranga. Excelência médica, qualidade diferenciada no atendimento, segurança, humanização e expertise em gestão hospitalar são seus principais pilares de atuação. As Unidades têm capacidade para atendimentos eletivos, de emergência e cirurgias de alta complexidade, como transplantes de medula óssea. Hoje, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo presta atendimento em mais de 60 especialidades, oferece ao todo 736 leitos e um quadro clínico de mais de 3,7 mil médicos qualificados. Seus hospitais possuem importantes acreditações internacionais, como a da Joint Commission International (JCI), renomada acreditadora dos Estados Unidos reconhecida mundialmente no setor, a Acreditação Internacional Canadense e a da ONA (Organização Nacional de Acreditação). A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo faz parte da Sociedade Beneficente São Camilo, uma das entidades que compreende a Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), uma entidade religiosa presente em mais de 30 países, fundada pelo italiano Camilo de Lellis, há mais de 400 anos. No Brasil, desde 1928, a Rede conta com expertise e a tradição em saúde e gestão hospitalar.

Mala para Maternidade

💙
29 junho 2017

Enxoval do bebê
O que levar para o bebê e para a mamãe !

Já postei aqui dicas para MONTAR O ENXOVAL, o que levar em consideração ao COMPRAR A MALA / BOLSA PARA MATERNIDADE, e o post de hoje é sobre o que levar para a maternidade, tanto para o bebê, quanto para nós mães !

A maioria das maternidades tem um lista de sugestão dos itens que devem ser levados, e pode variar de uma para a outra, desde tipos de roupas quanto aos acessórios. Por exemplo algumas pedem que os itens de higiene para o bebê, como cotonete, fraldas, sabonete deve ser levados, outros já fornecem, itens como absorvente para nós também precisamos levar, mas algumas fornecem, por isso não se esqueçam de verificar com a maternidade escolhida. 
Tanto a maternidade que tive o Gui quanto a que vou ter a Mari agora, esses itens (fraldas, produtos de higiene do bebê, absorvente feminino são cedidos para nós, pois assim evitam problemas com algumas infecções que podem vim de fora).
Quanto as roupas, eles deram sugestão e deixou a critério dos pais o que levar. Então vamos a lista

Enxoval do bebê
Macacão: 6 peças
Conjunto pagão ou body: 6 peças
Xale: 2 peças 

No do Gui e da Mari acrescentei 1 cobertor mais grosso (pois estamos tendo dias frios), estou levando também 3 pares de luvinhas e 6 meias (não sei se irá usar esses dois itens, se for igual ao Gui não vão querer nem perto as luvinhas, e quanto a meia no site da maternidade eles pedem para evitar as peças pequenas para não perder, mas deixarei na bolsa se tiver muito frio colocarei)

Enxoval da mamãe
Camisola / pijama com abertura na frente para facilitar na amamentação
Sutiã com alças de sustentação largas
Produtos de higiene pessoal

Pijama estou levando 2 por precaução, calcinhas de cintura alta, pois nos primeiros dias depois que tive o Gui a cinta não conseguia usar. 

Lembre-se: as roupas do bebê deverão ser de acordo com o clima, e lavadas com sabão neutro, líquido ou em pedra, e passadas.

E vocês o que colocaram na bolsa ?

Custom Post Signature

Custom Post  Signature