Conheça 9 livros para divertir as férias da criançada

💙
08 julho 2019


Atividades interativas vão entreter a família durante o período de descanso escolar






As férias chegaram trazendo tempo livre para muitas brincadeiras, mas que tal aproveitar esse período com diversão e aprendizado juntos? Leitura e brincadeiras com títulos práticos podem deixar as férias mais produtivas.
A Catapulta Editores selecionou 10 livros inovadores e dinâmicos para estimular a imaginação, coordenação motora e inteligência das crianças. Veja a seguir:
Abremente – 3 a 11 anos
Está surgindo muitas dúvidas e novas curiosidades? O Abremente está pronto para solucionar todos os questionamentos. Com perguntas e respostas, a série é dividida por faixa etária e níveis de dificuldade, trazendo perguntas inteligentes para que as crianças tentem acertar as respostas.
Lanternas de Papel – maiores de 6 anos
Crie animais em lanternas de papel coloridas. São 21 designs para os pequenos escolherem e produzirem sua própria luminária que, depois de pronto, pode ajudar a decorar a casa ou o quarto da criança. O livro traz estruturas para a lanterna, papéis estampados, de seda, moldes e mais detalhes.
O Pequeno Príncipe – maiores de 7 anos
O kit “O Pequeno Príncipe” inclui livro e quebra cabeça de 100 peças para montar uma das mais famosas ilustrações em aquarelas realizadas pelo autor Antonie de Saint-Exupéry. O livro tem 96 páginas e trata de temas universais como, amor, amizade, natureza humana e o sentido da vida.
O Mais Completo Guia de Sobrevivência Extrema – maiores de 8 anos
Este livro é perfeito para os mini aventureiros. Com este guia, vários detalhes da natureza serão descobertos, capacitando, então, todos a partirem para uma nova viagem em condições divertidas.
Minianimais Para Costurar – maiores de 8 anos
As crianças poderão criar diversos animais para brincar e até mesmo decorar o quarto. São 12 opções de animaizinhos de feltro que podem ser personalizados. A proposta deste livro é estimular a imaginação das crianças e ensiná-las a criar, além de unir a família que também pode participar da brincadeira.
Quero Fazer Origami – maiores de 8 anos
Estimular a imaginação e concentração é a proposta do livro. Ele ensina os pequenos a arte de transformar um simples papel numa dobradura. São 72 páginas, que trazem conteúdo e explicações práticas.
Meu Primeiro Livro de Confeitaria  – maiores de 8 anos
São 12 receitas e utensílios para aprender a fazer os doces que mais gosta. Dê os primeiros passos em confeitaria com estas tradicionais receitas selecionadas e desenvolvidas pela reconhecida culinarista argentina Pía Fendrik. Bolos, muffins, alfajores, cookies, pão de ló e muito mais.
Faça Seu Próprio Filme – maiores de 8 anos
O guia para iniciantes em animação stop-motion contém dicas, truques e orientam a usar celular, tablet ou computador para criar clipes curtos e engraçados com instruções passo a passo. São 10 "minifilmes" e 78 páginas de ideias para inspirar crianças. Inclui 36 elementos LEGO, cenários de papel destacáveis e cartões moldados para animação.
Reações em Cadeia – maiores de 8 anos
Imagine uma pilha de blocos que as crianças podem transformar em 10 incríveis máquinas de diferentes reações em cadeia! Pensou? A criançada pode criar 10 projetos fascinantes com diferentes tipos de movimentos como, trampolim impulsionador, rampas elevatórias, dominó, entre outros. Os projetos podem ser combinados entre si para gerar reações maiores.
Todos os livros citados na lista estão à venda nas principais livrarias de todo país, em lojas físicas e online. Os preços variam de R$ 29,90 a R$ 89,90. Mais informações sobre cada livro você encontra no site www.catapulta.net.

Férias têm oficinas gratuitas para divertir crianças

💙
03 julho 2019

Catapulta Editores e Livraria Da Vila promovem oficinas de livros interativos para brincar com arte e incentivar o raciocínio por meio de perguntas e respostas

A Catapulta Editores e algumas das unidades da Livraria Da Vila estão promovendo oficinas gratuitas no período de férias. As oficinas acontecem entre os dias 06 e 27 de julho e vão ensinar a brincar com a arte através de giz, criar engrenagens criativas, e transformar o contorno de uma mão no que quiser. Além disso, as oficinas também vão estimular o raciocínio através de desafios.
Os livros da coleção “Abremente” e os últimos lançamentos da editora como, “Arty Mouse Giz”, “Espirais Coloridas” e “Mãos à Arte!” inspiraram cada oficina. A ideia é exercitar a coordenação motora dos pequenos por meio de diferentes estímulos que os livros oferecem.
Todas as atividades acompanham tutorial, material e um responsável para auxiliar. As oficinas são gratuitas e tem classificação indicativa de acordo com cada livro, mas toda a família pode interagir com as brincadeiras.

Confira a programação:


- Oficina Coleção Abremente (3+)
Onde: Livraria Da Vila Lorena, na Alameda Lorena, 1731 - Jardim Paulista, São Paulo/SP 
Quando: 06 de julho às 16 horas

- Oficina Arty Mouse GIZ (3+)
Onde: Livraria Da Vila Fradique, na Rua Fradique Coutinho, 915 - Pinheiros, São Paulo/SP
Quando: 13 de julho às 16 horas


- Oficina Espirais Coloridas (7+)
Onde: Livraria Da Vila JK Iguatemi, na Avenida Juscelino Kubitschek, 2041 – Vila Nova Conceição, São Paulo/SP
Quando: 20 de julho às 16 horas


- Oficina Mãos à Arte! (4+)
Onde: Livraria Da Vila Higienópolis, na Avenida Higienópolis, 618 - Higienópolis, São Paulo/SP
Quando: 27 de julho às 16 horas

Férias a vista ...

💙
14 junho 2019

Livre brincar e alimentação saudável são prioridades em programação de férias do Brincando no Pé
As férias de julho estão chegando, para a alegria dos filhos e desespero dos pais, que não conseguem se afastar do trabalho no mesmo período e tem que dar conta da casa, do emprego e das crianças cheias de energia para brincar. Mas, é possível lidar da melhor maneira possível com esse período enriquecedor e que influencia diretamente na formação dos pequenos. De 1 a 26 de julho, o Brincando no Pé, que fica na Chácara Santo Antônio, na Zona Sul de São Paulo, oferece uma recreação especial com duração de quatros semanas.
Compreendido de segunda a sexta-feira, os pais podem optar por dias avulsos; dois horários de meio período, das 9 às 13 horas ou das 14 às 18 horas; ou pelo período integral, que vai das 9 às 18 horas.


A recreação é oferecida para crianças a partir de dois anos e segue o conceito consagrado pela Casa, pioneira no Livre Brincar e que conta com brinquedos, objetos e espaços para a criança escolher o que quer fazer, tudo em um ambiente lúdico, com grama, areia, brinquedos motores, fantasias, tintas e melecas de todos os tipos.  “As crianças menores de três anos são bem-vindas. As que puderem vir acompanhadas de um adulto é sempre melhor, mas abrimos a oportunidade para aqueles que não podem acompanhar para que façam um processo de adaptação”, explica Suely Bloch, pedagoga e proprietária do Brincando no Pé.
O espaço conta também com atividades paralelas para entreter a criançada, como amarelinha, pintura, desafios, caça ao tesouro, bambolê, teatro, castelo de areia, cabanas, teatro de sombras, massinha e bichos de jardim. “Durante as férias, muitos pais têm dificuldade na hora de entreter seus filhos longe de aparelhos eletrônico. Aqui, priorizamos as atividades em que a criança se sinta livre para escolher como e com o que quer brincar, com trocas de experiências, interagindo entre si e fazendo parte de um coletivo. Nossa equipe, que tem ampla experiência, apenas acompanha o ritmo das crianças, estimulando e respeitando os interesses e escolhas de cada um, sem imposição”, diz.
Os pais também não precisam se preocupar com a alimentação. É oferecido um lanche da manhã ou da tarde (R$10) com uma fruta, suco natural, sanduíche ou milho, pão de queijo, polvilho e bolo sem açúcar. Aos que almoçam na Casa há comidinha caseira com arroz, feijão, carne ou frango, legumes, saladinha, suco natural e sobremesa ($17). Há, porém, a liberdade dos pais levarem a própria comida, desde que seja mantida a linha priorizada no Brincando no Pé. “A alimentação é uma prioridade no Brincando. Defendemos uma alimentação saudável, com produtos in natura ou minimamente processados, para que as crianças possam ter um futuro com mais saúde e não desenvolvam problemas que irão atrapalhar a qualidade de vida”, pontua.

SERVIÇO

Rua Pedroso de Camargo, 319, Chácara Santo Antonio, São Paulo - SP
Telefone: (11) 9-9364-6887


Valores
MEIO PERÍODO 

Avulso R$ 80
1 semana R$ 360
2 semanas R$ 680
3 semanas R$ 960
4 semanas R$ 1.200

INTEGRAL 

Avulso R$ 150
1 semana R$ 562
2 semanas R$ 975
3 semanas R$ 1.350
4 semanas R$ 1.650

Junho - Mês das Festas Juninas nas escolas

💙
13 junho 2019
Foto Aruqibi

Meu Filho não quer dançar. E Agora? 


Psicopedagoga lista 5 dicas para os pais e filhos se divertirem sem neuras nas festas juninas 

E chegou o mês “6”, e com ele as tradicionais festas juninas, que muitas vezes se estendem até julho. Começam os ensaios nas escolas. É hora de escolher os trajes, pendurar bandeirinhas e toda aquela agitação ao som da quadrilha, mudando a rotina das famílias e no ambiente escolar.  

Para a psicopedagoga e também analista do comportamento, Michelli Freitas, há famílias que adoram esta época do ano e mal conseguem esperar o mês de junho para começarem a se preparar para estas datas. Em especial quando as crianças estão na primeira infância e começam a participar dos festejos.  

“A família fica animada e os que podem comparecem nas festinhas da escola estão muito empolgados. Dos 'pets' aos amigos mais chegados. Todos são convidados”, compartilha Michelli.  

Para a especialista os problemas e frustrações começam aí: “Não é incomum que no dia da festa a criança só chore, não queira vestir a roupa, e talvez nem queria ir à festa, ou entrar no palco para se appresentar”, comenta.  

Pensando nisso Michelli listou 5 dicas para lidar com a situação: 

1- Empolgação - Controle as expectativas; a festa é para a criança. “Os pais são expectadores e é do filho o papel principal. “É fundamental perguntar à criança se ela quer participar antes de tudo", comenta a psicopedagoga.  
 
2- Diálogo -  Nada como uma conversa franca e honesta mostrando fotos de festas juninas anteriores, e dizendo o que irá acontecer.É uma festa de alegria, e se o pequeno não se diverte, não faz sentido”, aconselha Michelli.  

 3 - Fazer parte – Outra dica é que a criança seja inserida nesta comemoração. “É importante que ele faça parte do processo, como por exemplo, escolher a roupa mais confortável. Opções e não imposições é o mais apropriado”, explica a especialista.  

4- Alternativas - Chegou a hora da apresentação e a criança não subiu ao palco. O que fazer? “Pode ser uma saída pedir à professora para entrar com ela, caso aceite esse apoio, ou também curtir na plateia e prestigiar os amiguinhos e amiguinhas da sala. 

 5 - Desencane -  Michelli Freitas aconselha os pais se libertarem das amarras do “socialmente inadequado” ou o famoso “o que os outros vão pensar de mim e do meu filho?”. A psicopedagoga finaliza: “Ser diferente é legal, é normal e está tudo bem. Se os pais passam esse valor para o filho, está criando um ser autoconfiante e maduro”, finaliza. 

 
Perfil da especialista 


*Michelli Freitas é Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional, com licenciatura em Letras, Analista do Comportamento e Mestranda em Ciências do Comportamento.  É diretora do IEAC (Instituto de Educação e Análise do Comportamento), que ministra cursos para pais, profissionais da educação e saúde. (https://ieac.net.br/blog/).

Fissura labiopalatina

💙
05 junho 2019

Cinco mitos sobre a fissura labiopalatina

A fissura labial, também conhecida como lábio leporino, é uma abertura no lábio superior. Já a fenda palatina é uma abertura no palato (céu da boca). Apesar dos avanços da medicina, as causas destas malformações ainda não são totalmente conhecidas e, por isso, geram muitas dúvidas.

Estima-se que, em todo o mundo, uma criança nasce a cada 3 minutos com fissura, sendo que no Brasil estima-se um registro da malformação a cada 650 nascimentos, em média.

“Sabe-se que a fissura ocorre durante o período de formação da face do feto, mais ou menos entre a 4ª e a 10ª semanas de gestação, quando os elementos formadores do lábio e palato, originários das porções laterais e superior da face se unem na linha média, formando a face. Alterações neste processo de formação determinam a não-união adequada e o aparecimento das fissuras”,explica o Dr. Diógenes Laercio Rocha, cirurgião plástico e voluntário da Operação Sorriso, uma das maiores organizações médicas voluntárias do mundo que até maio de 2019 contabilizava 5.576 cirurgias para correção de lábio leporino e fenda palatina realizadas no Brasil.


Desvendando os mitos sobre lábio leporino e fenda palatina

1- A fissura não tem cura
tratamento e correção da fissura não se restringem apenas ao procedimento cirúrgico mas envolvem também dentistas e fonoaudiólogos. Nos casos de malformação no lábio, a melhor idade para se operar um paciente é a partir dos 3 meses de vida. Neste período, a criança já tem mais peso, permitindo uma anestesia mais segura, as estruturas do lábio e nariz estão mais desenvolvidas facilitando melhor resultado estético, bem como os ossos da face estão mais fortes contribuindo para menor comprometimento do crescimento da face no futuro.

Além desses fatores, logo após o nascimento, as fissuras labiais são mais amplas, portanto mais difíceis de fechar, exigindo mais descolamentos e incisões para unir os lados, causando mais cicatrizes e fibroses que podem ocasionar comprometimento do crescimento da face a longo prazo.

Quanto ao palato, a melhor idade deve ser antes da criança articular as palavras de forma completa, por volta dos 12 a 18 meses, dependendo do tipo e do tamanho da fissura.

2- A pessoa que nasce com fissura nunca vai ter uma vida normal
Em alguns casos, apenas a cirurgia resolve o problema do paciente. Pode haver uma pequena dificuldade inicial para o aleitamento nas fissuras do palato antes da cirurgia, ou ainda a necessidade de tratamento complementar fonoaudiológico (para corrigir a fala errada e a voz  anasalada, principalmente no caso de fenda palatina) e odontológico (para corrigir o posicionamento dos dentes). Mas uma vez que esses tratamentos são realizados, o paciente pode ter uma vida normal.

3- A cirurgia é demorada e complexa
O procedimento cirúrgico para corrigir a fissura labial e a deformidade do nariz leva cerca de 2 horas, assim como a fenda no palato, dependendo da complexidade do caso. É recomendado que, tanto a cirurgia, como os demais tratamentos, sejam realizados com profissionais especializados.

4- É uma malformação rara
Qualquer casal tem risco de ter um filho com fissura ou qualquer outra malformação. Estudo conduzido pelo Departamento de Genética da Universidade de Emory, em Atlanta (EUA), aponta que o risco de qualquer malformação congênita em pais jovens e não consanguíneos é de 3 a 4%, ou seja, de cada 100 crianças nascidas, de 3 a 4 podem ter algum tipo de malformação. A fissura labiopalatina é a malformação mais comum da face.

5- A causa é só genética
Não. Atualmente, alguns estudos admitem a hipótese que vários fatores podem provocar o nascimento de bebês com fissuras, ou seja, as causas são multifatoriais. Os mais comuns são os chamados fatores ambientais, que envolvem a relação entre mãe e feto. Entre eles, pode-se citar algumas causas maternas (diabetes e hipotireoidismo, por exemplo), viroses (como rubéola ou toxoplasmose), deficiências nutricionais (deficiência de vitamina B12 ou ácido fólico), uso de certos medicamentos (anticonvulsivantes, altas doses de aspirina, corticosteroides, imunossupressores), ou ainda fumar, usar drogas ou bebidas alcoólicas principalmente no primeiro trimestre da gestação.

Há também o componente genético cuja porcentagem de incidência não está bem estabelecida em famílias sem fissura, sendo maior em caso de portadores de síndromes associadas. É sabido que existe a alteração de genes, que podem se manifestar sem previsibilidade e causar a fissura, mas ainda não se sabe exatamente quais em sua totalidade.

Como o tratamento geralmente não se restringe apenas ao fechamento cirúrgico da fenda, demandando acompanhamento constante do cirurgião plástico, fonoaudiólogo, ortodontista e demais profissionais, aconselha-se que seja feito na mesma região em que o paciente mora. É aí que surge a importância da atuação da Operação Sorriso.

“Há, no Brasil, 28 centros de tratamento para fissurados, mas infelizmente não é a quantidade necessária para o número de pacientes. Muitos deles também estão concentrados no sul e sudeste do país, por isso focamos nossos mutirões de cirurgias gratuitas principalmente no norte e nordeste, de modo a atender a demanda”, explica Charles Rosenburst, diretor executivo da Operação Sorriso.

Em 2019, a organização já tem uma missão humanitária confirmada para dezembro, em Porto Velho (RO) e, em 2020na cidade de Mossoró (RN), no início do ano.

Sobre a Operação Sorriso
A Operação Sorriso é uma das maiores organizações médicas voluntária do mundo. Reúne profissionais de 60 países para ajudar exclusivamente pessoas nascidas com deformidades faciais, especialmente lábio leporino e fenda palatina. Em 37 anos de trabalho, já transformou a vida de mais de 288 mil crianças pelo mundo.
No Brasil, as ações tiveram início em 1997 e já foram realizados mais de 100 mil exames e avaliações especializadas e 5,5 mil cirurgias em doze estados brasileiros, tudo de forma gratuita à população.

Para ajudar
Quem quiser contribuir, pode fazer doações em dinheiro pelo site www.operacaosorriso.org.br/index.php/get-involved/doacao-financeira/

Ou realizar depósitos direto em conta:
Associação Operação Sorriso do Brasil
CNPJ: 08.691.563/0001-85
Banco Itaú (341)
Ag: 8729
C/C: 23082-4

Pedimos a gentileza de comunicar a realização do depósito para contato@operationsmile.org

Os relatórios financeiros estão disponíveis no site (www.operacaosorriso.org.br/index.php/operacao-sorrisoquem-somos/financeiro/)

Expresso Kids 2019

💙
17 maio 2019

Atração para toda a família 


Expresso Kids é um evento que reúne diversas atrações para a toda a família. Já tradicional, chega a sua 8ª edição com uma programação variada de atividades ao ar livre e indoor. Buscando proporcionar muita diversão, entretenimento e contato com a natureza, o evento tem atividades como circo, passeio de locomotiva à vapor, oficinas de arte, recreação, tirolesa, arvorismo e minifazendinha. Este ano a primeira edição do evento acontece nos dias 25 e 26 de maio e 01 e 02 de junho, sempre na Estação Atibaia, espaço localizado no município de Atibaia, a menos de uma hora da capital paulista.

Nesta edição, o evento estreia mais duas atrações. A primeira proporcionará ao público atividades de contato e conhecimento com a cultura indígena.


Apresentações e oficinas realizadas por índios autênticos Guarani (da Aldeia Alto da Serra, de Ubatuba – SP). Uma das oficinas será a de pintura, que remete à simetria e significados da tradição dessa tribo. As tintas utilizadas são pigmentos naturais de sementes ou plantas. Os visitantes também poderão participar das oficinas de artesanato e criar peças como pulseiras, brincos, anéis, tornozeleiras. Todas as peças são feitas utilizando materiais naturais como, por exemplo, palhas, penas, sementes, caroços, cipós, entre outros.

A outra novidade para essa edição une diversão e educação no trânsito. Os minifuscas, conversíveis prometem momentos de muita brincadeira.


Estação Atibaia tem sede em Atibaia (SP), a menos de uma hora de São Paulo e Campinas, o Expresso Kidspropõe um dia inteiro de conexão com a natureza, arte, diversão, além de uma “viagem no tempo”, com passeio feito em uma autêntica locomotiva à vapor do século XIX – cuidadosamente restaurada pelo fundador do local.

A Estação Atibaia está localizada em uma área verde de 220 mil metros quadrados, com cenários que transportam os visitantes para as décadas passadas. O espaço tem locomotivas, bondes e vagões centenários e restaurados, além da réplica da linha de trem e estação ferroviária originais da cidade.

O ambiente proporciona uma vivência que pretende despertar memórias afetivas nos mais velhos, enquanto proporciona aos pequenos, experiências e ritmo diferentes daqueles vividos na agitação dos grandes centros urbanos.
O local é preparado para entreter as crianças, adultos e idosos e conta com restaurante e praça de alimentação ao ar livre.

O evento movimenta a economia local e a cada edição conta com 200 profissionais da região que trabalham para que o Expresso Kids aconteça. O número de ingressos por edição é limitado, isso para garantir que todos os visitantes tenham acesso ao passeio de Maria Fumaça e qualidade em sua experiência.


Serviço:
Expresso Kids–8ª edição
Data: dias 25 e 26 de maio e 01 e 02 de junho.
Horário:  das 10 às 18h
Local: Estação Atibaia
Endereço: Avenida Jerônimo de Camargo, 6308 - Atibaia - SP, 12944-000(próximo a rod. Fernão Dias, atrás do Atacadão)
Estacionamento no local: R$ 15,00
Ingressos e Informações: www.expressokids.com.br / 11 4411-4421
Ponto de Venda (Físico)/Ingresso com desconto: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 767 – Vila Gardênia – Atibaia – SP. Televendas: 11 4412-5454
Grupos e Excursões: 11 4411-4421 /11 97202-4614/ 11 97198-4647


Valores:
Criança: R$ 125,00 / Adulto R$ 85,00
Descontos especiais:
3º lote: de 27/04 a 24/05:Adulto R$65,00 /Criança R$85,00
BILHETERIA: INTEIRA OU SEM PROMOÇÃO
Parcelado em até 3X no cartão
Televendas: 11 4412-5454

Criança de 02 a 12 anos. Incluso no ingresso:  Passeio de Maria Fumaça, Circo, visita a Mini Fazendinha, Tirolesa, Arvorismo, Slackline, Bungee Trampolim, Oficinas de Plantio, Trilha em mata ciliar, Oficina de Reciclagem, Oficina Indígena, Recreação, Escola de Circo e brincar nos brinquedos Infláveis.

Adulto/ Acima de 13 anos: Incluso: passeio de Maria Fumaça, Circo, Visita a Mini Fazendinha, Slackline, Trilha em mata ciliar, Recreação e Escola de Circo.

Gratuidade:
Crianças com 1 ano e 11 meses não pagam. Dois anos ou mais pagam
Crianças portadoras de deficiência não pagam


Atrações à parte
Tirolesa: R$ 15,00 acima de 13 anos ou Adultos. Doze anos ou menos incluso no ingresso
Arvorismo: R$ 10,00 acima de 13 anos ou Adultos. Doze anos ou menos incluso no ingresso
Tirolesa + Arvorismo acima de 13 anos ou Adultos: R$ 20,00. Doze anos ou menos incluso no ingresso
Passeio de Charrete: R$ 15,00
Passeio a cavalo: R$ 10,00


Informações de Segurança
Tirolesa: acima de 5 anos
Arvorismo: acima de 1,40m
Bungee Trampolim: Acima de 0,90m, peso máximo 80 quilos


Importante
O acesso à Estação Natureza, onde se concentram: Mini Fazenda, Tirolesa e Arvorismo pode é feito de Maria Fumaça. Vale lembrar que o percurso da locomotiva à vapor é de 2,5 km de ida e volta dentro da propriedade Estação Atibaia, aproximadamente (5 minutos). Importante que ao chegar no evento, retirar seu ticket com o horário da Maria Fumaça com acesso à Estação Natureza.

Observações
É aconselhável compra antecipada, o Expresso Kids trabalha com uma capacidade limitada de visitantes. Devido ao número de atrações é aconselhável que o visitante chegue até as 11h.
O restaurante fica aberto até 15h. O evento conta, também, com praça de alimentação.
Entrada de crianças ou menores de 18 anos apenas acompanhados pelos pais ou responsável.
A imagem do visitante poderá ser utilizada em divulgação do evento na mídia.

Esporte na Infância e Adolescência

💙
16 maio 2019

A pratica de esportes, durante a infância, vai além de ajudar no desenvolvimento do corpo e da mente das crianças, é no esporte que eles vão encontrar muitos incentivos para se socializar, conhecer e conviver com outras crianças, trocar experiências e aprender muito sobre conceitos de honestidade, competitividade, aceitação e tantos outros, como raciocinar, exercitar a memória e a linguagem, compreender situações e estratégias.
A prática pode começar desde cedo, por exemplo, em crianças pequnas podemos inicar a natação que estimula o desenvolvimento neuromotor, fortificação da musculatura, aumento da capacidade cardíaca, além de ajudar crianças com problemas respiratórios. Quando tiver um pouco maior o judô também pode ajudar crianças com pouca massa muscular a fortalecer seu corpo, já futebol ajuda na coordenação motora.

O Gui antes de 1 ano colocamos na natação e fizemos por um período, após entrar na escola ele comecpu a praticar o judo, e quando completou 5 anos colocamos ele no futebol, aonde ele faz até hoje, e além do futebol (que é a paixão dele), esse ano inicou na capoeira, que ajuda nos no  condicionamento cardiovascular e musculoesquelético, autoconfiança e respeito ao próximo

Já na adolescência, foi provado pela ciência os beneficios da musculação, desde que ela seja bem orientada para não causar riscos de lesões, ao contrário, o treinamento de força previne o risco de lesões.

Adolescentes treinados tem resposta motora mais rápida, tendo melhor mecanismos de defesas contra traumas ao praticar atividades recreativas como futebol e basquete.

Além também, que a musculação é uma excelente arma de prevenção contra bullyng e assim melhorando sua auto estima.

Segundo o educador físico e fisiculturista Marcelo Santana, trabalhar com adolescentes requer uma certa responsabilidade pois adolescente não é "mini adulto", por isso alguns cuidados precisam ser tomados como trabalhar sem pressa para evoluir nos treinos, realizar exercicios especificos para correção postural e fortalecimentos.


Já pensou juntar futebol e inglês ?
Uma das melhorias na vida das crianças que praticam futebol é o fato do compartilhamento e coordenação motora. Imagine uma série de jogos e brincadeiras onde as crianças precisam dividir, esperar a sua vez e torcer pelos colegas. Parece óbvio, mas é assim que eles vão aprendendo a compartilhar objetos e momentos, e de forma sadia e leve, como deve ser. Já o idioma entra junto para fazer daquela ocasião algo novo e diferente. No começo os pais podem até achar estranho, mas a didática de unir as duas práticas é envolvente e se torna pouco a pouco natural e repleta de aprendizados para os pequenos.

Little Kickers tem um projeto multidisciplinar aonde muito mais do que aprender o esporte, o local é perfeito para que a criança também aprenda o inglês, tão fundamental nos dias de hoje. Se uma criança aprende muito mais brincando, imagina só enquanto essa brincadeira é um esporte como o futebol? Comenta Michele Pergher, master franqueada da Little Kickers. O sistema de ensino conta com mais de 350 palavras trabalhadas no programa, com foco principal no lado lúdico do ensino, com a metodologia própria play not push™, que foi desenvolvida por especialistas da universidade de Cambridge e da Federação Inglesa de Futebol. 




Fonte: Rede Little Kickers no Brasil e Marcelo Santana (educador físico e fisiculturista)


Games, tecnologia e inovação são os destaques da Expo CIEE SP 2019

💙
15 maio 2019

Feira conecta jovens a mais de 9 mil vagas de estágio e aprendizagem


O universo dos games está transformando a maneira como as pessoas compram, consomem e interagem com a tecnologia. De olho nesse cenário, a EXPO CIEE SP 2019 traz, entre os dias 23 e 25 de maio, a chance de os jovens conhecerem mais sobre o mercado de games, bem como a tecnologia e inovação que estão por trás desta indústria. Ao todo serão 70 palestras distribuídas em 35 horas que abordarão temas como carreira, games, empreendedorismo e finanças pessoais.

Em sua 22º edição, a maior feira da América Latina do segmento, preparou algumas novidades para os visitantes, entre elas, a Game Arena e a ação “Playstation na Estrada”. No caminhão, equipado com cinco estações e mais uma de óculos de realidade virtual, será possível testar os jogos VR Worlds, PES 2019, Spider Man, Horizon Chase, GT Sport e até mesmoSpyro.

O evento acompanha a movimentação do mercado de games, que nos últimos cinco anos registrou um aumento de 164%, passando de 142 para 375 empresas no setor, conforme revela o 2º Censo da Industria Brasileira de Jogos Virtuais, realizado pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).  O estudo ainda mostra que só nos últimos dois anos, foram produzidos cerca de 1.718 jogos no país.

De acordo com Alexandre Altenfelder, Supervisor de Feiras do Centro de Integração Empresa Escola – CIEE a Expo é uma iniciativa importante para que os jovens conheçam novas possibilidades de carreira. “Cada vez mais os jovens estão conectados com as novas dinâmicas do mundo do trabalho. Até pouco tempo atrás era inimaginável possuir uma carreira sólida na área de games. Hoje é um mercado promissor, faz parte inclusive do dia a dia do ambiente corporativo e publicidade” conta.


Vagas
A feira de estudante disponibilizará 9 mil oportunidades de estágio e aprendizagem. São cerca de 7 mil vagas para estágio, a maior parcela está localizada na capital, região metropolitana de São Paulo e baixada santista, alcançando um total de aproximadamente 4 mil vagas. As 3 mil restantes estão espalhadas pelo interior paulista.

As vagas de aprendizagem também se concentram na capital e região metropolitana com 1.000 oportunidades, além de 325 vagas para o Centro-Oeste Paulista (São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Presidente Prudente e Bauru), 350 vagas na região de Campinas e mais de 300 vagas nas regiões de Sorocaba e São José dos Campos.

Além de ficar por dentro das principais novidades sobre o mundo do trabalho, a EXPO CIEE 2019 apresenta o CIEE Lab, espaço dedicado ao universo das startups com curadoria da FAAP, IBM e Voe sem Asas. Os cerca de 50 mil visitantes esperados nesta edição também terão acesso a conteúdos em palestras e atividades práticas como a segunda edição do Hackathon EXPO CIEE, que neste ano terá o patrocínio da InovaBRA, braço digital do Bradesco.

Serviço: 22ª Edição Expo CIEE 2019
Dias 23, 24 e 25 de maio
Das 09h às 19h
Bienal do Parque Ibirapuera.
As inscrições podem ser feitas em: http://www.expociee.com.br/.
GRATUITO


Sobre a Expo CIEE
A Expo CIEE é a maior feira estudantil da América Latina focada na educação, capacitação, orientação e direcionamento profissional do público jovem, que ocorre desde 1997, na cidade de São Paulo. O evento tem como objetivo promover em único espaço um encontro entre empresas e instituições de ensino, que visam a juventude brasileira como o futuro do país, proporcionando a troca de informações que direcionam e ampliam a visão dos jovens acerca da formação e do crescimento profissional, além de promover entretenimento gratuito ao público. A Expo CIEE vem crescendo a cada ano, alcançando edições em outras cidades, como Goiânia, São José dos Campos, Sorocaba e Fortaleza.

Custom Post Signature

Custom Post  Signature