O que fazer nelas ??


Relembrar brincadeiras da infância pode aproximar pais e filhos
E não tem forma melhor para nós, de reviver a nossa infância do que estando junto aos filhos, e para relembrar essa fase tão gostosa, nada melhor do que aproveitar as férias, ou o tempo que estamos com eles e proporcionar momentos de diversão, e para isso não requer muito, é super simples, sabe como? Relembrando algumas brincadeiras que gostávamos, e pode ter certeza que isso ficará guardado nas memórias das crianças, e vai render ótimos momentos e muitas risadas.
Anotem ai as brincadeiras e vamos nos divertir

Telefone de lata: O brinquedo é feito com duas latas, ligadas por um pedaço de barbante.
Como brincar: O primeiro desafio é construir o brinquedo; depois, é só conversar com a outra pessoa sobre algo bem divertido. A surpresa de ver o telefone funcionando sem nenhum recurso tecnológico é um dos grandes baratos.
Por que vale a pena? Estimula o diálogo, a criatividade e as habilidades manuais.
Empinar pipa: A pipa é um brinquedo que consiste de uma armação leve de varetas de bambu recoberta de papel de seda. No céu, lembra um pássaro.
Como brincar: Fazer a pipa pode ser tão interessante e desafiador quanto empiná-la. As crianças adoram, mas é indispensável a ajuda e a orientação de um adulto.
Por que vale a pena? O processo de construção da pipa é extremamente colaborativo. Os pais precisam acompanhar de perto a ação dos filhos para que eles não se machuquem. Persistência e paciência também são valores que podem ser trabalhados durante essa brincadeira, afinal ver a pipa no céu não é tarefa fácil, mas é algo muito gratificante.
** Passava as férias e fim de semana na casa da minha vó, e como tenho dois irmãos e na casa da minha vó dois primos fazer pipa e empinar era tão normal quanto brincar com as minhas bonecas**
Batuque de mesa: Fazer música com as mãos pode ser muito divertido.
Como brincar: No improviso, o pai desafia o filho, ou vice-versa, para ver quem consegue reproduzir mais fielmente a música que acabou de ser feita. Quem preferir poderá fazer desse jogo um desafio, no qual um tenta ser mais criativo e habilidoso que o outro.
Por que vale a pena? Brincadeiras que fazem sujeira ou barulho geralmente são as que os pais mais repudiam. Ver pais e filhos se divertindo juntos, sem recriminação, pode dar uma abertura importante para que se aproximarem. O pai também pode aproveitar a oportunidade para trabalhar a noção de limite com seus filhos, além de estimular neles a criatividade, a coordenação motora e o ritmo.
Telefone sem fio: Irmãos, primos e coleguinhas se sentam em roda. O primeiro inventa secretamente uma palavra ou frase e a diz, sem que ninguém mais ouça, no ouvido de quem está sentado à sua direita. Sucessivamente, cada um fala a palavra para o vizinho até chegar ao último, que deverá repetir em voz alta o que ouviu. Dificilmente a palavra (ou frase) será a mesma dita no início da brincadeira, o que é motivo de boas risadas.
Como brincar:  Quanto mais gente melhor! Vale dividir os participantes em dois grupos e disputar para ver quem termina mais rápido e com a palavra mais fiel àquela escolhida inicialmente.
Por que vale a pena? Oportunidade para aproveitar o contato físico e para conversar sobre responsabilidade.
**Essa brincadeira além de estar presente nas festinhas de aniversário em casa, lembro de brincar bastante na escola também no Jardim de Infância, e algumas vezes já fizemos aqui em casa também com o Gui**

Pular corda: Brincadeira antiga em que duas pessoas batem uma corda para uma terceira pular.
Como brincar: Há diferentes níveis de dificuldade, mas não há segredo. Basta se divertir!
Por que vale a pena? O exercício de ensinar a brincadeira e de dar as mãos estimulados por ela é muito valioso para a relação entre pais e filhos. Os pais podem ainda aproveitar a oportunidade para trabalhar o espírito competitivo com as crianças.  
**Aqui pulei bastante corda na rua com os vizinhos, nas férias com os primos, e também é uma brincadeira que fazemos juntos com o Gui**
  
Contação de histórias: Inventar histórias tão criativas e especiais como aquelas a que os pequenos assistem em filmes ou leem em livros.
Como brinca: Reúna vários brinquedos, roupas e objetos em uma sala e comece o Era uma vez... Enquanto um conta a história, o outro escolhe os elementos que devem ser inseridos de forma criativa na narrativa. Vale tudo: escova de dente, boneca, pijama, carrinho, bola, qualquer coisa.
Por que vale a pena? O prazer de se divertir em conjunto é sempre muito importante para o fortalecimento da relação entre pais e filhos, mas uma dica para aproveitar ainda mais esse momento é usar a história ou as características dos personagens para transmitir valores e ensinamentos que façam parte da vida da criança. Os pais podem inserir na história alguma dica para que o filho se relacione melhor com um coleguinha ou para que consiga enxergar suas próprias qualidades.

Show de talentos: Por que esperar a festa de final de ano da escola para apresentar uma coreografia que vem ensaiando há tempos? A sua casa também pode ser um ótimo lugar para você e seu filho porem em prática os dotes artísticos que possuem, apreciam ou estão desenvolvendo.
Como brinca: Arraste o sofá e faça do tapete um palco no qual vocês podem apresentar números de dança, música ou teatro. Apresentações curtas, inéditas ou não.
Por que vale a pena? O exercício de apreciar, aplaudir e elogiar o outro é muito rico e necessário. Essa é uma ótima forma de - pôr em prática essa ideia!
** Essa é uma brincadeira que fazia parte da minha infância, principalmente com a minha amiga, lembro de ligarmos o rádio ou disco das nossas bandas preferidas e criarmos coreografia e muitas apresentações para nossos pais, e também  com o Gui já assisti várias apresentações dele no meio da sala**

Corrida do saco: Essa brincadeira é bem antiga, mas nem por isso menos divertida.
É como o próprio nome sugere: uma corrida na qual os participantes, em vez de correrem do ponto de partida ao destino final, fazem o trajeto pulando dentro de um saco.
Como brincar: Para começar, basta que o pai providencie alguns sacos feitos de feltro, tecido ou plástico. Eles precisam ser grandes e resistentes. Pai e filho entram em um mesmo saco ou, se preferirem, cada um coloca apenas uma perna lá dentro. Ambos precisam se abraçar e pular juntos para que consigam atravessar de um lado para o outro.
Por que vale a pena? Dificilmente eles conseguirão evitar os tombos e escorregões, mas são esses momentos que rendem as mais sinceras e deliciosas risadas. Um depende exclusivamente do outro para seguir e o abraço é tratado com naturalidade. Respeito, cuidado e companheirismo são valores que com certeza também estarão em jogo.
Caça ao tesouro: Uma grande gincana cheia de pistas e provas para que, aos poucos, os participantes possam descobrir onde foi escondido o tesouro.
Como brincar: Primeiro, montam-se as equipes. Uma delas esconde o tesouro, que pode ser algum objeto curioso. Depois, tem de dar à outra equipe pistas do local onde ele está escondido, de modo que uma pista dependa da anterior para ser desvendada. Para deixar a brincadeira mais legal, elas são a resposta de alguma charada ou ‘o que é o que é’.
Por que vale a pena? Mais uma vez o cooperativismo é o que fará a diferença e os pais podem aproveitar esse espírito de equipe para mostrar aos filhos quanto os apoiam e para transmitir-lhes segurança. É uma oportunidade para que ações despretensiosas se tornem verdadeiras provas de amor e amizade

**As dicas e explicações são de Ricardo Steinle de Moraes, gerente geral da Fundação Acampamento Paiol Grande. **

Além dessas brincadeiras citadas a cima, lembro bastante de brincar de ser pintora, escolinha (aonde colocava as minhas bonecas e meu irmão mais novo para serem meus alunos), dança da cadeira aqui nas festinhas não podia faltar, esconde-esconde, pega-pega, amarelinha, estátua.

E convido vocês também a passarem nos blog´s abaixo pois neles vocs encontraram também dicas de passeio, brincadeiras...



E ai como estão com programação de férias?


Comentários
19 Comentários

19 Comentários

  1. Ahhhh como eu amo essas brincadeiras!! Eu incentivo muito as brincadeiras de antigamente por aqui!!!São as melhores!! beijosss

    ResponderExcluir
  2. Amei as brincadeiras e relembrei minha infância. Vamos colocar essas crianças para agitar!!! bjs

    ResponderExcluir
  3. Amo essas brincadeiras de antigamente e já ensino algumas para o Pedro! Muito bom reviver a infância com nossos pequenos! <3 amei o post, Mi!!! <3

    ResponderExcluir
  4. OI Mi, adorei as dicas de brincadeiras simples, mas muito divertidas. Já fiz muito telefone sem fio com as minhas filhas e pulei muita corda.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  5. Essas brincadeiras são ótimas. Dia desses meu marido pegou uma lata denleite em pó, colocou barbante e fez um carrinho pra Heitor!

    ResponderExcluir
  6. Sempre gostei se brincar, só nunca fui boa em batuques, mas meus filhos me superam nisso! Show se talentos, desenhos, mímica tudo isso adoramos.
    @nossasaogemeos.

    ResponderExcluir
  7. Ai Fanny, cada brincadeira mais gostosa que me recordou da infância!!! E o mais legal, fáceis de colocar em prática! Meus meninos que se preparem vão conhecer as minhas brincadeiras favoritas!

    ResponderExcluir
  8. Que delícia hein?
    Adoro esse tipo de brincadeira!
    bjs
    Lele

    ResponderExcluir
  9. Que delícia de post! Voltei no tempo com essas brincadeiras da minha infância...
    Adorei a proposta de fazer brincadeiras com a criançada em vez de deixá-las presas no celular, na TV e na internet.
    Crianca tem que brincar!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Amo essas brincadeiras que faziam parte da minha infância!! Ensiná-las ao Pedro é muito gostoso! Obrigada por recordá-las!!

    ResponderExcluir
  11. Adorei, e pretendo fazer todas brincadeiras com.o Duduxo 😘

    ResponderExcluir
  12. Adorei as dicas Mi, muitas brincadeiras da minha infancia que nem lembrava, vou fazer com a Mel!!
    Beijos

    @blogser.mae

    ResponderExcluir
  13. Aqui em casa as férias são com brincadeiras, porque raramente conseguimos viajar.

    ResponderExcluir
  14. Adorei as dicas!! Tem muita coisa ai que fazia na minha infancia e hoje faço com o Joao!

    ResponderExcluir
  15. Por aqui passamos as férias de molho ... Cirurgia! Mas, brincar é sempre bom!!!

    ResponderExcluir
  16. Adoro esse tipo de brincadeiras e brincamos de algumas aqui em casa. Bj

    ResponderExcluir
  17. Brincar é muito bom né Mi eu me divirto viro criança novamente.
    Bjs
    Mari
    Vamos mamaes

    ResponderExcluir
  18. Adorei as dicas Mi! São brincadeiras muito legais e as crianças realmente adoram!
    Agora haja energia em nós pra acompanhá-las, não é mesmo? kkkk
    Beijinhos!
    http://dulcineiadesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Por aqui as férias e as brincadeiras serão na casa das avós, pois a mamãe aqui não tem férias.

    ResponderExcluir