CONVERSA DE ADULTO TAMBÉM É PARA CRIANÇAS

Que mãe ou pai nunca falou ao seu filho ao ser questionado sobre algum assunto polêmico ou delicado: “isso é conversa de adulto”, não é mesmo?
Eu acredito que as crianças podem ser poupadas de alguns diálogos, porém, acho importante avaliarmos se não estamos usando a desculpa da “conversa de adulto” apenas como uma válvula de escape para não falar sobre assuntos sérios.
Mas sabemos que precisamos conversar com eles sobre política, bullying, educação, sexo, trabalho e muito mais. A princípio, isso pode parecer um choque, já que a sociedade não está acostumada a tocar nesses assuntos desde a infância. Mas a verdade é que se trata muito mais sobre como você vai falar do que sobre o que será discutido.
Quando vamos tratar desses "assuntos de adulto", é claro que não vamos detalhar a complexidade política que vive o país por exemplo com meu filho de 6 anos, mas ao explicar que algumas coisas são de todos (públicas) e outras pertencem a alguém (privadas) já é uma forma de falar sobre política. Esse é apenas um exemplo de como podemos simplificar temas que são extremamente importantes de serem introduzidos ainda na infância.
Se mesmo assim não conseguir trazer alguns temas delicados para o mundo infantil, vale à pena recorrer a outras alternativas, por exemplo a tecnologia pode ser uma ótima aliada nesse sentido: temos aplicativos, desenhos, filmes, jogos e outras plataformas que têm um viés socioeducativo e uma linguagem acessível para crianças. Mas lembre-se é importante acompanha-los nessas atividades e verificar que tipo de conteúdo eles têm consumido.
Devo concordar também que é verdade, que é muito mais fácil negligenciar os assuntos polêmicos e postergar ao máximo o momento de falar sobre eles, mas, dependendo do caso, isso pode gerar consequências sérias às crianças. Por exemplo, é muito mais saudável que elas aprendam com você o que é bullying, ao invés de só entender a gravidade do problema depois de praticar ou sofrer na pele.
Além de evitar futuros desconfortos, conversar sobre tudo com nossos filhos só trará benefícios, ganharemos ainda mais a confiança deles, pois estaremos abertos a falar sobre assuntos sérios, eles também estarão dispostos a nos contar seus problemas. Por fim, tendo contato desde cedo com questões relevantes, é natural que a criança amadureça mais rápido e se torne alguém muito mais consciente.
Não é uma tarefa fácil e o caminho mais simples é deixar a “conversa de adulto” para depois. É difícil apontar o certo e o errado nessa história toda, assim como não existe uma fórmula mágica para tocar em temas delicados. O mais importante é fazer uma reflexão na família e verificar se o que você deixa de contar ao seu filho não pode prejudica-lo no futuro.
Aqui em casa conversamos sempre de tudo, e quando o assunto é mais complexo para a idade, não deixamos de conversar, e tentamos responder e explicar de uma forma mais simples para que ele entenda.

A Camila do "Baú de Menino", já falou lá sobre Educação financeira infantil

E com vocês como é tratado os "assuntos de adulto"?


Comentários
16 Comentários

16 Comentários

  1. Gosto muito de falar sobre tudo aqui em casa, prefiro que eles saibam tudo por mim , do que com amigos, na rua ou na escola.
    @nossasaogemeos.
    Pauleni Gomes

    ResponderExcluir
  2. Amei o tema! Acho Q nunca usei essa frase "coisa de adulto" eu explico na linguagem infantil e tento dar exemplos. Não eh fácil. Ainda mais nessa fase Q ele está perguntando tudo!! Beijos e parabéns pelo Post

    ResponderExcluir
  3. Eu também acho que precisamos conversar de tudo, mas com cuidado para saber o que a criança tem maturidade de entender. Amei o post!

    ResponderExcluir
  4. OI Mi, é muito importante a gente conversar com os filhos sobres todos os assuntos inclusive os mais difíceis, mas que seja na linguagem deles e com o aprofundamento adequado a cada idade. Eu acho que se vamos falar sobre um assunto que os filhos não devem ouvir ou que não podemos abordar com eles, então temos que esperar para falar quando eles não estão perto. Essa parada de "isso não é assunto de criança" não cola muito.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  5. Achei seu post muito pertinente. Conversar sibre alguns temas pode não ser uma tarefa fácil, mas muito importante para que eles cresçam sabendo que existem dificuldades e que vamos superá-las.

    ResponderExcluir
  6. Ótima abordagem! Penso como você não precisamos poupá-los, mas ter jeitinho para explicar de forma que entendam que o mundo não é um mar de rosas. Minha mãe tinha vergonha de falar sobre menstruação. Quando minha irmã menstruou levou um susto. Precisamos preparar nossos filhos!

    ResponderExcluir
  7. Ótimo tema!
    Acho que o equilíbrio e o discernimento de quando é como falar com a criança sobre determinados assuntos é essencial!!!!
    Meus pais sempre falaram comigo sobre tudo, no tempo e do jeito certo... Esse é um acerto que quero repetir com meus filhos!!!
    Diálogo saudável entre pais e filhos faz toda a diferença na formação de uma pessoa!!!

    ResponderExcluir
  8. Ótima forma de expor a questão. Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Acho super importante abordar determinados assuntos que são considerados "coisas de adulto". Permitir o diálogo com a criança, mesmo os mais difíceis de serem conversados, é mostrar o filho que ele pode esclarecer qualquer dúvida com você.
    É o fortalecimento do vínculo e da confiança, fora que muitos temas são importantes para indiciar a autonomia dos pequenos.
    Adorei o post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Acho bem importante a transparência, em
    Todos os assuntos tratados em casa. Claro que tem assuntos mais delicados ou complexos pra cabecinha dos pequenos, mas esses devem ser informados / conversados de uma forma mais leve e que eles entendam.

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto, importante ter equilíbrio em casa que as crianças tem que participar nas conversas difíceis e boas.. Bj

    ResponderExcluir
  12. Eu procuro falar sobre diversos assuntos com o Luan, mas confesso que alguns ainda não sei como lidar.

    ResponderExcluir
  13. Mi ótimo tema! Aqui em casa ainda não passo por essas conversas porque a Mari só quer saber de tema legal ainda rsrs mas pretendo falar de tudo com uma linguagem mais suave! Bj

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto de conversar sobre tudo com o Gabriel , algumas coisas falo de uma maneira superficial pois ele ainda não atende Mi, mas acho importante conversar desde cedo com a criança.
    Bis
    Mari
    Vamos Mamaes

    ResponderExcluir
  15. Por aqui ainda não começamos a falar sobre esses assuntos, pois o pequeno ainda tem dois anos só. Mas algumas coisas já estamos ensinando, como brincadeiras, mas para fixar. Muito bom o assunto. Bjos

    ResponderExcluir
  16. Concordo, devemos conversar com os pequenos sobre os mais diversos assuntos. Tudo com uma maneira diferente de ser tratada e abordada, mas é super importante mesmo!

    Beijos Mila (@mundodamae)

    ResponderExcluir