Pitacos sempre irão existir


Desde quando o mundo é mundo, encontramos pessoas seja parentes, amigos, vizinhos que estarão sempre prontos para dar pitaco em alguma coisa na nossa vida, e quando nos tornamos mãe então chove palpiteiro (ajudar são poucos, mais pra falar o que você fazer ou que você não está fazendo certo, ah amiga isso não falta né). Mais uma coisa a gente aprende com o tempo, muitas vezes os conselhos que são nos dados, demos filtrar e se acharmos que devemos fazer, muito bem fazemos, mais caso não concordamos, deixa entrar por um ouvido e sair pelo outro, afinal nós sabemos e conhecemos nossos filhos, nossas rotinas, o que é bom ou não para nós e eles. 

Pitacos Alheios

Ramonnielly Morais - Mamãe Conectada
Desde a gestação começamos a nos preparar para essa temida consequência da maternidade, onde por 9 meses já começamos a escultar absurdos, e opiniões não solicitadas. Quando o bebê nasce tudo piora, aparece gente até de onde nem imaginamos para falar coisas que você nem solicitou, coisas que muitas vezes nem te interessa. Lidar com os pitacos, é um verdadeiro desafio, que deve ser treinado, exercitado e colocado em prática, para isso, devemos ser pacientes e na maioria das vezes, cordiais. Só que tem aqueles dias que a paciência está no limite, 'n' coisas saindo dos eixos e aguentar pitacos estar fora das possibilidades, então o jeito é saber dá uma resposta sem ser grosseira, afirmando que não precisa de tal opinião ou apenas simplesmente deixe entrar por um ouvido e sair por outro. Aprendi a lidar com os pitacos no dia-a-dia, saindo muitas vezes da minha paciência, mas dando as costas para o que eu não nem solicitava.

O blog: Editado por Ramonnielly Morais, mãe da Júllia, o blog Mamãe conectada conta com dicas para as mamães, que vão desde coisas cotidianas da maternidade, criação, decoração, festas infantis, modas e gestação. Um blog que reuni tudo em um só lugar, feito para as mães conectadas.

Alessandra - Da Fertilidade à Maternidade
A melhor forma, a meu ver, é deixar entrar por um ouvido e sair pelo outro, como dizia minha vó :) Acho que, em relação a maternidade, não existe receita, nem fórmula mágica, que funcione para todos. A mãe tem que aos poucos aprender a filtrar e só levar a sério, o que acha que poder ser bom para si e para seu filho(a). No início é complicado, a gente se sente super insegura, mas amiga, respira fundo, coragem e acredite nos seus instintos! 

Alê Nunes, mãe da Giovana, de 7 anos, e blogueira do Da Fertilidade à Maternidade, um blog em que compartilho minha experiência como treinante(tentando engravidar), grávida e mãe.

Daniela - Surpresas da Vida
Como dizia minha avó; - " se palpite fosse bom a gente não dava, vendia".
A quantidade de pessoas que se acham no direito de se intrometer na vida alheia é incrível. Uma coisa que eu costumo falar e escrevo muito sobre isso no blog é, informe-se. Leia e se prepare para a maternidade. Quando um palpiteiro de plantão aparecer para falar sobre qualquer assunto, você estará informada e preparada para debater sobre ele. Assim não ficará com a "pulga atrás da orelha" ou achando que pode estar agindo errado.

Daniela Monreal, mãe de três princesas compartilha sobre maternidade e muito mais

Beijos Mi Gobbato !!!


Comentários
1 Comentários

Um Comentário

  1. Adorei Mi! É bem isso, ouvir tudo e selecionar o que deve guardar e o que deve jogar fora!
    Gostei das dicas de todas, blogueiras que sigo e adoro!
    Super beijo !
    http://www.mamaeaprendiz.com/

    ResponderExcluir